Esclarecimentos
Ajufe rebate críticas de advogados à Lava Jato e diz que carta aberta é falatório PDF Imprimir E-mail
Avaliação do Usuário: / 1
PiorMelhor 
Esclarecimentos

Por Murilo Ramos, Época, em 15 Jan 2015

A carta aberta de advogados com críticas à Lava Jato publicada hoje em jornais e que se refere à operação como uma "neoinquisição" gerou reação imeadita da Associação dos Juízes Federais do Brasil (Ajufe). Em nota, a associação faz uma defesa veemente do juiz Sergio Moro e alega que a Lava Jato "coroa um lento e gradual processo de amadurecimento das instituições republicanas brasileiras". A Ajufe diz ainda que o trabalho da Justiça Federal no caso é "imparcial e exemplar" e sugere que os defensores "atiram ilações contra a lisura do processo".

 
A ERA PT PDF Imprimir E-mail
Avaliação do Usuário: / 4
PiorMelhor 
Esclarecimentos

Por João Alves, em 01 Nov 2014

O pobre não entrava na faculdade. O que o PT fez? Investiu na educação? Não, tornou a prova mais fácil.

Mesmo assim, os negros continuaram a não conseguir entrar na faculdade. O que o PT fez? Melhorou a qualidade do ensino médio? Não, destinou 30% das vagas nas universidades públicas aos negros que entram sem fazer as provas.

 
Sou um subversivo PDF Imprimir E-mail
Avaliação do Usuário: / 1
PiorMelhor 
Esclarecimentos

Por VALMIR PONTES FILHO, em 13 Dez 2015

Acusam-me de ser "golpista", como se eu estivesse a pegar em armas para derrubar um governo legítimo, sério, incorruptível e íntegro. Já me disseram, na internet, "Xô, Golpista", o que me fez pensar ser um galináceo da pior espécie.

 
O que significa a vitória da oposição na Venezuela? PDF Imprimir E-mail
Esclarecimentos

POR DIOGO BERCITO, em 07 Dez 2015

Henrique Capriles, governador de Miranda e líder oposicionista. Crédito Fernando Llano - 28.nov.2015/AP

O líder oposicionista Henrique Capriles. Crédito Fernando Llano – 28.nov.2015/AP

A oposição venezuelana conquistou a maioria da Assembleia Nacional na eleição parlamentar de domingo (6), informa o correspondente da FolhaSamy Adghirni. A vitória reequilibra as forças no país depois de 16 anos de hegemonia chavista.

Mas... Calma, uma coisa de cada vez. Se perdeu no meio do caminho? EsteMundialíssimo blog responde –com a ajuda de Adghirni– a nove perguntas sobre o tal pleito venezuelano:

 
Cuba e a Vontade de Latir PDF Imprimir E-mail
Avaliação do Usuário: / 1
PiorMelhor 
Esclarecimentos

Em 1960, numa reunião da OEA realizada em Montevidéu, o então Ministro do Planejamento de Cuba, Che Guevara, disse que em uma década Cuba superaria a renda per capita dos EUA.

Cuba era, na época, o terceiro país mais rico da América Latina. Hoje, é o terceiro mais pobre. Seus cidadãos são os que têm a pior alimentação e são usados como itens de exportação, como agora se verifica no Brasil com o chamado Programa Mais Médicos. Sobre isso, recorde-se que em 1994, em Cuba, cerca de 75 mil pessoas contraíram a doença neurite ótica e periférica, que é ocasionada por desnutrição crônica. Hoje, a Ilha produz menos açúcar do que em 1919 e os 11 milhões de cubanos que vivem na Ilha criam menos riqueza que o milhão de exilados radicados em Miami. Em toda a história do continente nenhum país jamais empobreceu de forma tão intensa e brutal como Cuba sob o socialismo.

 
O PODER DO JUDICIÁRIO PDF Imprimir E-mail
Avaliação do Usuário: / 1
PiorMelhor 
Esclarecimentos

O PENSAMENTO DO CLUBE MILITAR

Pelo Presidente do Clube Militar, Gen Div Gilberto R. Pimentel, em 16 Out 2015

Ouvi de uma importante personalidade do Judiciário que a crise política atual não encontra paralelo com a vivida em 1964.

Segundo ele, não havia, nos idos de 64, um Poder Judiciário com independência institucional, o que só seria alcançado após as reformas ocorridas na década de 70, ratificadas pela Constituição Federal de 1988.

Ademais, segundo essa autoridade, não havia, como hoje, instituições consolidadas e independentes, tais como Justiça Federal, Polícia Federal e Ministério Público.

 
Direito da posse de arma reduz criminalidade, afirma Harvard PDF Imprimir E-mail
Avaliação do Usuário: / 3
PiorMelhor 
Esclarecimentos

Os recentes acontecimentos em Ottawa, Canadá, comprovam, pela enésima vez, que controle de armas serve apenas para deixar uma população pacífica ainda mais vulnerável.O desarmamento não apenas deixa uma população menos livre, como também a deixa menos segura. E não existe liberdade individual se o indivíduo está proibido de se proteger contra eventuais ataques físicos. Liberdade e autodefesa são conceitos totalmente indivisíveis. Sem o segundo não há o primeiro.

 
A Suíça e as armas de fogo PDF Imprimir E-mail
Avaliação do Usuário: / 1
PiorMelhor 
Esclarecimentos

Povo que não tem armas está entregue à vontade dos governantes.

E ele ainda paga os guarda costas e a segurança deles.

Pense bem e não esqueça!

Os suíços têm a ideia certa sobre armas de fogo

A Suíça é o país mais seguro do mundo para se viver. Não porque é um país neutro ou qualquer coisa desse tipo. Creio que é devido ao fato de que cada cidadão do sexo masculino é obrigado a manter uma arma de fogo em casa. Quando um cidadão suíço do sexo masculino completa 20 anos, ele recebe um fuzil militar automático e duas caixas de munição para ter em sua casa, mais uma quinzena de dias de treinamento militar. Até completar os 50 anos ele é um soldado da Milícia Suíça e tem uma semana por ano de exercícios militares.

 
12 DE ABRIL - ALVORECER DE UM CHOQUE DE VALORES PDF Imprimir E-mail
Esclarecimentos

Por General da Reserva Luiz Eduardo Rocha Paiva

O Movimento Cívico em 15 de março de 2015 levou milhões de brasileiros às ruas e evidenciou o sentimento de revolta da maioria da Nação, como mostraram as pesquisas de confiança no governo após as gigantescas manifestações. O mais grave é que Dilma e as lideranças políticas não têm vontade nem credibilidade para realizar as mudanças, mais morais do que econômicas, que o Brasil tanto precisa. Daí, fingirem não entender o brado das ruas. Portanto, em 12 de abril, é preciso um tsunami popular muito maior.

 
Movimento Cívico de 15 Mar 2015 PDF Imprimir E-mail
Avaliação do Usuário: / 4
PiorMelhor 
Esclarecimentos

Movimento Cívico de 15 Mar 2015

Por Robson Merola de Campos - Advogado

Logo após o resultado do segundo turno escrevi um pequeno artigo sobre o perigo da divisão do Brasil entre "nós" e "eles", "pobres" e "remediados" (e digo remediados, me referindo à classe média, pois, para os abastados sempre se pode pegar um vôo para Miami), "eleitor do nordeste" e "eleitor do sul", que foi um dos temas principais da campanha vitoriosa à Presidência da República.

 
«InícioAnterior123456789PróximoFim»

Página 1 de 9
Free premium joomla themes designed by Lonex.