Militar


Comemoração dos 50 anos da Revolução Democrática de 31 de Março de 1964 em Fortaleza PDF Imprimir E-mail
Avaliação do Usuário: / 6
PiorMelhor 
Militar

Capitaneados pelo General de Exercito Gazzineo, o Clube Circulo Militar de Fortaleza, a Associação de Oficiais da Reserva das Forças Armadas, a Associação de Oficiais da Reserva da Polícia Militar do Ceará, o Grupo Guararapes e o Instituto Endireita Brasil fizeram os planejamentos e as solicitações burocráticas de uso de lugar público com controle do transito e uso de carro de som.

 
Goebbels tropicais vermelhos PDF Imprimir E-mail
Avaliação do Usuário: / 4
PiorMelhor 
Militar

Por General da Reserva Luiz Eduardo Rocha Paiva

Não se trata de diminuir a dor de famílias enlutadas ou vítimas de violações, mas sim de denunciar a exploração facciosa do inquestionável sofrimento alheio com propósitos ideológicos inconfessáveis. Eis o teor das matérias da mídia e dos filmes sobre o enfrentamento da luta armada pelo regime militar. São cenas comoventes. A senhora idosa, a família triste em volta, a fotografia de um rapaz ou de uma jovem. Alguém da família fala com saudades do ente querido, que era uma pessoa bondosa, idealista, amante da liberdade e lutara para derrubar a ditadura militar no Brasil nos anos 60-70. Conta que ele ou ela foram presos, desapareceram, foram assassinados ou barbaramente torturados (coincidentemente todos sempre foram barbaramente torturados, como se não fosse o bastante ser torturado). Em seguida, a cena muda para imagens de violência e misturam a realidade dos conflitos de rua com a fantasia de películas que mostram a tortura como se fosse algo institucional.

 
31 de março de 1964 - Uma data a ser lembrada PDF Imprimir E-mail
Avaliação do Usuário: / 6
PiorMelhor 
Militar

Por Pedro Luis de Araújo Braga*

Completa no próximo mês o seu Jubileu de Ouro o Monumento Cívico-Militar ou a Revolução Democrática Brasileira, na realidade uma contra-revolução que salvou o País do caos para o qual estava sendo conduzido e que postergou, por vários anos, o êxito de nova tentativa de tomada do poder por uma minoria comunista, então encastelada nos sindicatos e outras instituições, bem como em diversas esferas do Governo.

 
Ensino da ditadura militar nas escolas PDF Imprimir E-mail
Avaliação do Usuário: / 5
PiorMelhor 
Militar

Relato sobre o Seminário: Ensino sobre a ditadura militar nas escolas, realizado no dia 28 Nov 2013 no Instituto de História da Universidade Federal do Rio de Janeiro.

Por Jorge Alberto Forrer Garcia, Curitiba/PR, 3 Dez 2013

O seminário começou na hora e local marcados com cerca de 80 presentes, em sua grande maioria, mulheres jovens professoras dos ensinos fundamental e médio das redes municipal e estadual do Rio de Janeiro/RJ. Na mesa de abertura, contou-se ainda com a presença do presidente da comissão da verdade do Estado do Rio de Janeiro, que abriu os trabalhos informando que as atividades em desenvolvimento faziam parte de um quadro maior relacionado com a Comissão Nacional da Verdade. Disse da importância desse trabalho junto às escolas e que, por conta disso, já se tinha conseguido que a própria população escolar de uma antiga Escola Marechal Costa e Silva houvesse decidido – democraticamente – substituir esse nome por outro. Disse que uma subcomissão da CNV/Rio estará aumentando a freqüência de visitas às escolas visando a uma boa preparação para os "50 anos do Golpe". Finalizou, dizendo que, para isso, terão muita importância os livros didáticos que estão sendo preparados pela CV.

 
Apoio ao Cel Ustra PDF Imprimir E-mail
Avaliação do Usuário: / 20
PiorMelhor 
Militar

Assistimos envaidecidos nesta última sexta-feira a uma heróica e corajosa apresentação do Cel Carlos Alberto Brilhante USTRA diante da ensandecida Comissão Nacional da Verdade.

Há muito esta comissão persegue o objetivo único de pôr nas grades pelo menos um militar de alta patente do Exército Brasileiro expressando uma represália inoportuna e descabida às ações militares empreendidas no início da década contra a tentativa frustrada de implantação do inescrupuloso regime comunista no seio da população brasileira, essencialmente democrática e avessa a ditames ditatoriais.

O Grupo Em Direita Brasil presta homenagens e incondicional apoio ao Cel Ustra pela inarredável e firme posição manifestada mais uma vez na última sexta feira quando defendeu com veemência o mister de abnegados brasileiros que lutaram e se sacrificaram para que a Pátria continuasse livre, não obstante as insidiosas posições contrárias que perd uram até os tempos atuais.

Obrigado, Cel Ustra, continue com o seus - e que são nossos também - propósitos, alicerçados na pura democracia e no amor ao Brasil.

Gen Manoel Theophilo Gaspar de Oliveira

Presidente do Instituto Endireita Brasil

 
«InícioAnterior12345678PróximoFim»

Página 3 de 8
Free premium joomla themes designed by Lonex.