Copa 2014: Patrulham Ronaldo por sentir "vergonha" da bagunça Imprimir
Avaliação do Usuário: / 2
PiorMelhor 
Notícias

Copa 2014: Patrulham Ronaldo por sentir "vergonha" da bagunça das obras e por defender "baixar o cacete" em vândalos e baderneiros. Mas ele tem razão!

Por Ricardo Setti, em Revista Veja 02 Jun 2014

Fiquei uns dias fora e deixei de comentar muita coisa que aconteceu nos últimos dias.

Mas não quero deixar passar a patrulha que se exerceu e ainda se vem exercendo sobre Ronaldo Fenômeno por causa de declarações feitas à Folha de S. Paulo, durante sabatina divulgada na sexta, dia 30, inclusive ou sobretudo por sua defesa de que nos vândalos, em manifestações como as que têm ocorrido contra a Copa do Mundo, "tem que baixar o cacete mesmo".

O que Ronaldo vem levando de pancada não é brincadeira. Colunistas de jornais, blogueiros, blogueiros chapa-branca, remunerados pelo lulopetismo, gente de todo tipo nas redes sociais...

E, no entanto, o que é que o maior artilheiro da história das Copas do Mundo disse de tão errado?

A questão de "baixar o cacete nos vândalos"? Esta frase, tomada isoladamente, pretende transformar Ronaldo num troglodita.

Mas vamos transcrever a íntegra do que ele disse:

"A partir do momento em que há vândalos no meio disso, mascarados... A segurança pública tem de conter esses vândalos. Parece que as pessoas acordaram [para os problemas do país], mas acordou todo mundo junto. Ninguém sabe como faszer ou por onde ir. A população tem de protestar sem violência. Nos vândalos, mascarados, tem de baixar o cacete mesmo."

Vejam bem: "a segurança pública tem de conter esses vândalos".

Ronaldo não defende linchamentos: defende o cumprimento da lei?

O que é que os críticos mal-intencionados queriam? Que Ronaldo defendesse que, após badernaço, queima de veículos, depredação de lojas, destruição de peças do patrimônio público e arremesso de coquetéis molotov contra a Polícia Militar, os vândalos fossem convidados pelo ministro Gilbertinho Carvalho — o "grande interlocutor" do governo Dilma com os "movimentos sociais" — e recebidos com tapete vermelho e tapinhas nas costas no Palácio do Planalto?

Pois Ronaldo tem razão! Brasileiros de bem querem que a Polícia Militar baixe mesmo o sarrafo nos arruaceiros violentos! E que sejam presos e levados à Justiça!

Ronaldo não criticou a Seleção. Mas ironizou o coordenador técnico Carlos Alberto Parreira, autor da monumental bobagem — e um ato de puxa-saquismo estranho para alguém dotado de altivez, como o técnico do tetra — segundo o qual a CBF, sim, a CBF presidida pelo decrépito José Maria Marin, que sucedeu ao enroladíssimo Ricardo Teixeira, é "o Brasil que dá certo".

Disse o Fenômeno: "Se a CBF for o que de melhor nós temos, estamos mortos".

Está errado Ronaldo? Qual declaração vocês acham mais correta — a de Parreira ou a de Ronaldo?

Enfim, sobrou muito para o ex-craque quando, mesmo sendo membro do Comitê Organizador da Copa, fez a seguinte declaração para explicar porque afirmara, anteriormente, sentir "vergonha" pela organização do torneio:

"A minha vergonha é pela população que esperava grande legado. Reformas de aeroporto, obras de mobilidade urbana... Os estádios estão aí. Bem ou mal, estarão prontos. [Mas] Apenas 30% do que foi prometido [de obras de infra-estrutura] será entregue. Esta é a minha vergonha".

O que é que ele disse de errado? Pois não é disso mesmo que milhões de brasileiros estão se queixando? E se Ronaldo faz essas afirmações como integrante do Comitê Organizador — que nada tem a ver com as obras –, melhor ainda, pois fala com mais autoridade, a autoridade de quem viu as coisas de perto.

Ronaldo mesmo desabafou, a uma certa altura do depoimento, dizendo que "faz dois anos que eu venho levando porrada".

E arrematou:

"Eu não mereço. O meu dinheiro ganhei de forma limpa. Não tenho empreiteira. Não peço favor a nenhum político. A culpa não é minha se o Brasil não tem hospital decente".

Ronaldo, sabemos todos, não é um santo.

Mas a verdade é que, nesse depoimento, ele só disse verdades.

Veja conforme publicado: http://veja.abril.com.br/blog/ricardo-setti/politica-cia/copa-2014-patrulham-ronaldo-por-sentir-vergonha-da-bagunca-das-obras-e-por-defender-baixar-o-cacete-em-vandalos-e-baderneiros-mas-ele-tem-razao/