Últimos artigos arquivados
ARMAS EM FUNERAL! TOQUE DE SILÊNCIO! PDF Imprimir E-mail
Avaliação do Usuário: / 1
PiorMelhor 
História

Por VAlte(Ref) SERGIO TASSO VÁSQUEZ DE AQUINO, em 27 Nov 2015

Neste dia de hoje, por muitos anos, a Nação e as Forças Armadas homenageavam, cultuavam a memória e celebravam o sacrifício extremo dos militares do Brasil, traiçoeiramente assassinados enquanto dormiam por colegas pervertidos pela ideologia marxista, na primeira tentativa de tomada de poder pelos vermelhos em nossa Terra, pela via armada. Era 27 de novembro de 1935 e a rebeldia torpe, mortífera e cruel lavrava no 3* Regimento de Infantaria e na Escola de Aviação Militar, no Rio de Janeiro, e em Pernambuco e no Rio Grande do Norte.

 
Guerra Assimétrica e Olímpiadas PDF Imprimir E-mail
Opinião

"Contribuir para a defesa da Democracia e da liberdade, traduzindo um País com projeção de poder e soberano, deve ser o nosso NORTE"

Por General Marco Antonio Felicio da Silva

As intervenções russa e americana no Afeganistão criaram a oportunidade do surgimento da união de vários grupos guerrilheiros nativos, originando a organização jihadista denominada Al Qaeda, desdobrando-se em vários braços, sob o comando do saudita Bin Laden e que levou o terrorismo a vários países ocidentais, com populações de "infiéis" que devem morrer para a predominância da religião islâmica e de seus valores e de Alá, o único Deus. Entre eles, França, Inglaterra e Espanha, estarrecendo, ainda, a população mundial, o atentado em território norte americano, destruindo, em 11 de Fevereiro de 2001, as famosas Torres Gêmeas, na cidade de Nova York, causando número considerável de mortos e de feridos.

 
Como ficam governo, PT e Eduardo Cunha após a prisão do senador Delcídio? PDF Imprimir E-mail
Avaliação do Usuário: / 3
PiorMelhor 
Opinião

Por Wellington Ramalhoso

Para analistas políticos, prisão de Delcídio complica as situações de Cunha e Dilma

A prisão do senador Delcídio do Amaral (PT-MS), líder do governo no Senado, complica a vida da presidente Dilma Rousseff, do Partido dos Trabalhadores e pode agravar a situação do presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB-RJ). Analistas políticos ouvidos pelo UOL comentaram os riscos que ameaçam os possíveis afetados.

 
"NUNCA MAIS!" PDF Imprimir E-mail
Avaliação do Usuário: / 3
PiorMelhor 
Opinião

Por Aileda de Mattos Oliveira, em 21 Nov 2015

O silêncio tácito da imprensa é tido, pela parte batalhadora da população, como cumplicidade, ante o descompromisso governamental com o crescimento do país, entravado pela ausência de planejamento e competência administrativa.

 
A arte de viver PDF Imprimir E-mail
Avaliação do Usuário: / 2
PiorMelhor 
Diversos

Por Carlos Alberto Da Cás*

Até que ponto somos livres? Pesquisas revelam a influência da genética em nossas vidas. Porém, nossas atitudes podem e devem mudar o curso. A aprendizagem é decisiva. Para sermos livres precisamos educar sentimentos e instintos primitivos. Por exemplo, como é difícil ter paciência nesse mundo agitado e às vezes insensato. O controle não se resume ao não. É ação eficaz; é o prazer da nossa responsabilidade; é saber manipular o ambiente com sabedoria e ética. Porém isso não é tão simples.

 
Legislação complementar às Leis de Murphy: PDF Imprimir E-mail
Avaliação do Usuário: / 2
PiorMelhor 
Humor

LEIS E PRINCÍPIOS DEMONSTRADOS EMPIRICAMENTE:

"O seguro cobre tudo, menos o que aconteceu" ( Lei de Nonti Pagam).

"Quando você estiver com apenas uma mão livre para abrir a porta, a chave estará no bolso oposto." (Lei de Assimetrias).

"Quando tuas mãos estiverem sujas de graxa, vai começar a te coçar no mínimo o nariz."

(Lei de mecânica ).

 
Universidades federais nordestinas, por falta do que fazer, vão comemorar a Intentona Comunista PDF Imprimir E-mail
Avaliação do Usuário: / 3
PiorMelhor 
História

A falta de senso de ridículo em todas as esferas do conhecimento é a marca registrada que essa corja petralha - em seus estertores como organização - nos deixa e que vai levar décadas para ser apagada por completo.

Felipe Melo: A Intentona coroada

O dia 9 de novembro marca o aniversário da queda do Muro de Berlim. Por anos, esse muro foi a materialização de uma realidade que se tentava manter oculta para o resto do mundo – a adoção deliberada de repressão, patrulhamento, escassez, fome, perseguição e extermínio como políticas de Estado nos países comunistas. As notícias enviadas do outro lado da Cortina de Ferro eram aterradoras. Os vinte e seis anos da queda desse muro da vergonha deveriam ser motivo para manter viva a memória de todas as tragédias, coletivas e particulares, provocadas pelo comunismo. Mas há quem prefira, ao contrário, louvar a ideologia mais mortífera do século XX.

 
CARTA ABERTA AO POVO BRASILEIRO e aos SENHORES MINISTROS DO SUPREMO TRIBUNAL FEDERAL PDF Imprimir E-mail
Avaliação do Usuário: / 3
PiorMelhor 
Opinião

Por Gen Torres de Melo

Sou um cidadão brasileiro que, com meus 90 anos, não estou com medo da morte e sim com o fim do meu País. Vossas Excelências e o povo devem perguntar como um general reformado encontra-se nesta situação? A resposta é simples: A sociedade brasileira começa a acreditar na SAGRADA JUSTIÇA e eu, também. Victor Hugo, o grande dramaturgo, escreveu a grande VERDADE: "A PRIMEIRA IGUALDADE É A JUSTIÇA".

 
A insustentável penumbra sobre a razão PDF Imprimir E-mail
Avaliação do Usuário: / 4
PiorMelhor 
Opinião

Por Carlos Alberto Da Cás*

A consciência é o mais pesado dos fardos: quanto mais pesado mais real é a vida. Por outro lado, sua ausência dá leveza ao homem: ele se torna sensível. Então o que escolher? Assim é o universo, pleno de aparentes contradições: luz e sombra; pesado e leve; positivo e negativo e assim por diante. Assim sugeriu Milan Kundera, em sua singular obra A Insustentável Leveza do Ser.

 
TOFFOLI VAI LAVAR AS MÃOS E DEIXAR DILMA SE ARREBENTAR NA JUSTIÇA ELEITORAL PDF Imprimir E-mail
Avaliação do Usuário: / 4
PiorMelhor 
Opinião

Por Carlos Newton, em 08 Nov 2015

Diz o velho ditado que as aparências enganam. Na política, com facilidade pode-se confirmar que muitas coisas parecem ser, mas não são. Por isso, é preciso passar sempre um filtro nas informações, se não dá tudo errado. Veja-se o caso do ministro Dias Toffoli, que atualmente preside o Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Sabe-se que ele jamais teve notório saber jurídico nem reputação ilibada. Pelo contrário, responde a dois processos no Amapá, já condenado em primeira instância, e foi reprovado duas vezes em concurso para juiz.

 
«InícioAnterior12345678910PróximoFim»

Página 8 de 113
Free premium joomla themes designed by Lonex.