Últimos artigos arquivados
A arte de viver PDF Imprimir E-mail
Avaliação do Usuário: / 1
PiorMelhor 
Diversos

Por Carlos Alberto Da Cás*

Até que ponto somos livres? Pesquisas revelam a influência da genética em nossas vidas. Porém, nossas atitudes podem e devem mudar o curso. A aprendizagem é decisiva. Para sermos livres precisamos educar sentimentos e instintos primitivos. Por exemplo, como é difícil ter paciência nesse mundo agitado e às vezes insensato. O controle não se resume ao não. É ação eficaz; é o prazer da nossa responsabilidade; é saber manipular o ambiente com sabedoria e ética. Porém isso não é tão simples.

 
Legislação complementar às Leis de Murphy: PDF Imprimir E-mail
Avaliação do Usuário: / 1
PiorMelhor 
Humor

LEIS E PRINCÍPIOS DEMONSTRADOS EMPIRICAMENTE:

"O seguro cobre tudo, menos o que aconteceu" ( Lei de Nonti Pagam).

"Quando você estiver com apenas uma mão livre para abrir a porta, a chave estará no bolso oposto." (Lei de Assimetrias).

"Quando tuas mãos estiverem sujas de graxa, vai começar a te coçar no mínimo o nariz."

(Lei de mecânica ).

 
Universidades federais nordestinas, por falta do que fazer, vão comemorar a Intentona Comunista PDF Imprimir E-mail
Avaliação do Usuário: / 2
PiorMelhor 
História

A falta de senso de ridículo em todas as esferas do conhecimento é a marca registrada que essa corja petralha - em seus estertores como organização - nos deixa e que vai levar décadas para ser apagada por completo.

Felipe Melo: A Intentona coroada

O dia 9 de novembro marca o aniversário da queda do Muro de Berlim. Por anos, esse muro foi a materialização de uma realidade que se tentava manter oculta para o resto do mundo – a adoção deliberada de repressão, patrulhamento, escassez, fome, perseguição e extermínio como políticas de Estado nos países comunistas. As notícias enviadas do outro lado da Cortina de Ferro eram aterradoras. Os vinte e seis anos da queda desse muro da vergonha deveriam ser motivo para manter viva a memória de todas as tragédias, coletivas e particulares, provocadas pelo comunismo. Mas há quem prefira, ao contrário, louvar a ideologia mais mortífera do século XX.

 
CARTA ABERTA AO POVO BRASILEIRO e aos SENHORES MINISTROS DO SUPREMO TRIBUNAL FEDERAL PDF Imprimir E-mail
Avaliação do Usuário: / 2
PiorMelhor 
Opinião

Por Gen Torres de Melo

Sou um cidadão brasileiro que, com meus 90 anos, não estou com medo da morte e sim com o fim do meu País. Vossas Excelências e o povo devem perguntar como um general reformado encontra-se nesta situação? A resposta é simples: A sociedade brasileira começa a acreditar na SAGRADA JUSTIÇA e eu, também. Victor Hugo, o grande dramaturgo, escreveu a grande VERDADE: "A PRIMEIRA IGUALDADE É A JUSTIÇA".

 
A insustentável penumbra sobre a razão PDF Imprimir E-mail
Avaliação do Usuário: / 2
PiorMelhor 
Opinião

Por Carlos Alberto Da Cás*

A consciência é o mais pesado dos fardos: quanto mais pesado mais real é a vida. Por outro lado, sua ausência dá leveza ao homem: ele se torna sensível. Então o que escolher? Assim é o universo, pleno de aparentes contradições: luz e sombra; pesado e leve; positivo e negativo e assim por diante. Assim sugeriu Milan Kundera, em sua singular obra A Insustentável Leveza do Ser.

 
TOFFOLI VAI LAVAR AS MÃOS E DEIXAR DILMA SE ARREBENTAR NA JUSTIÇA ELEITORAL PDF Imprimir E-mail
Avaliação do Usuário: / 3
PiorMelhor 
Opinião

Por Carlos Newton, em 08 Nov 2015

Diz o velho ditado que as aparências enganam. Na política, com facilidade pode-se confirmar que muitas coisas parecem ser, mas não são. Por isso, é preciso passar sempre um filtro nas informações, se não dá tudo errado. Veja-se o caso do ministro Dias Toffoli, que atualmente preside o Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Sabe-se que ele jamais teve notório saber jurídico nem reputação ilibada. Pelo contrário, responde a dois processos no Amapá, já condenado em primeira instância, e foi reprovado duas vezes em concurso para juiz.

 
O ópio do povo PDF Imprimir E-mail
Avaliação do Usuário: / 4
PiorMelhor 
Opinião

Por Carlos Alberto Da Cás*

O escritor, filósofo, crítico literário italiano Umberto Eco, traduzido em mais de quarenta idiomas, autor do clássico "O Nome da Rosa", lançou outro bom romance -"Número Zero", que já é um sucesso, e deu uma interessante entrevista à Veja. Aludiu, sobre a dimensão decorrente de um seu recente comentário, onde disse que a internet dá voz a uma multidão de imbecis. Esclareceu que não estava falando quanto ao caráter das pessoas; tratava-se das redes sociais: tem muita gente que passa a opinar a respeito de temas que não entende e isso navega como uma nuvem em tempo adverso. Enfim, sugere que é preciso filtrar, refletir e distinguir os dados. Hoje a escola deveria ter como matéria a análise sobre fontes e conteúdo na rede, essencial para os instigantes desafios desses novos tempos. Até os jornais e televisão são vítimas dessa praga resistente da má informação.

 
A crise tem nome: Lula PDF Imprimir E-mail
Avaliação do Usuário: / 2
PiorMelhor 
Opinião

Por Marco Antonio Villa*

Seu protagonismo impede uma solução para a crise. Ele aposta no impasse como único meio de sobrevivência política

Lula voltou a ser o principal protagonista da cena política brasileira. No último mês, não teve um dia sequer em que não ocupasse as manchetes da imprensa. Viajou pelo Brasil — sempre de jatinho particular, pago não se sabe por quem — e falou, falou e falou. Impôs uma reforma ministerial à presidente, que obedeceu passivamente, como de hábito, ao seu criador. Colocou no centro do poder um homem seu, Jaques Wagner, para controlar a presidente, reestruturar o pacto lulista — essencialmente antirrepublicano — com o Congresso e o grande capital e, principalmente, para ser um escudo contra as graves acusações que pesam sobre ele, sua família e amigos.

 
Cuba e a Vontade de Latir PDF Imprimir E-mail
Avaliação do Usuário: / 1
PiorMelhor 
Esclarecimentos

Em 1960, numa reunião da OEA realizada em Montevidéu, o então Ministro do Planejamento de Cuba, Che Guevara, disse que em uma década Cuba superaria a renda per capita dos EUA.

Cuba era, na época, o terceiro país mais rico da América Latina. Hoje, é o terceiro mais pobre. Seus cidadãos são os que têm a pior alimentação e são usados como itens de exportação, como agora se verifica no Brasil com o chamado Programa Mais Médicos. Sobre isso, recorde-se que em 1994, em Cuba, cerca de 75 mil pessoas contraíram a doença neurite ótica e periférica, que é ocasionada por desnutrição crônica. Hoje, a Ilha produz menos açúcar do que em 1919 e os 11 milhões de cubanos que vivem na Ilha criam menos riqueza que o milhão de exilados radicados em Miami. Em toda a história do continente nenhum país jamais empobreceu de forma tão intensa e brutal como Cuba sob o socialismo.

 
Alertar é preciso! PDF Imprimir E-mail
Avaliação do Usuário: / 1
PiorMelhor 
Opinião

É preciso cooptar ou denegrir as Forças Armadas para instalar um regime espúrio

Por Rômulo Bini Pereira*, em 08 nov 2015

"A farda não abafa o cidadão no peito do soldado!", General Osório

Vem sendo veiculada com frequência pela mídia a afirmação de que "as instituições de nosso país estão consolidadas e funcionando corretamente". E está sempre presente em debates de TV, artigos e reportagens porque é dita ou escrita num contexto de temas sobre o grave e vergonhoso momento por que passa o País. Trata-se de verdadeiro paradoxo, pois, se consolidadas e funcionando corretamente, a Nação não estaria convivendo com o que tem sido considerado o pior período da História nacional, em que se nota visível e crescente decadência moral e ética no campo interno e preocupante descrença externa quanto ao futuro do Brasil.

 
«InícioAnterior12345678910PróximoFim»

Página 8 de 112
Free premium joomla themes designed by Lonex.