Últimos artigos arquivados
Relatório do Coaf mostra movimentações milionárias nas contas de Lula, Palocci, Pimentel e Erenice PDF Imprimir E-mail
Opinião

Relatório do Coaf mostra movimentações milionárias nas contas de Lula, Palocci, Pimentel e Erenice

Um relatório da agência do governo de combate à lavagem de dinheiro revela que os quatro, entre outros petistas, movimentaram quase meio bilhão de reais em transações com indício de irregularidades

Por THIAGO BRONZATTO, em 31 Out 2015

Trecho da reportagem de capa de ÉPOCA desta semana

Há duas semanas, analistas do Conselho de Controle de Atividades Financeiras, mais conhecido pela sigla Coaf, terminaram o trabalho mais difícil que já fizeram. O Coaf, subordinado oficialmente ao Ministério da Fazenda, é a agência do governo responsável por combater a lavagem de dinheiro no Brasil. Reúne, analisa e compartilha com o Ministério Público e a Polícia Federal informações sobre operações financeiras com suspeita de irregularidades. Naquela sexta-feira, dia 23 de outubro, os analistas do Coaf entregavam à chefia o Relatório de Inteligência Financeira 18.340. Em 32 páginas, eles apresentaram o que lhes foi pedido: todas as transações bancárias, com indícios de irregularidades, envolvendo, entre outros, os quatro principais chefes petistas sob investigação da PF, do Ministério Público e do Congresso.

 
Punição a general que fez proselitismo político foi correta e segue normas das Forças Armadas PDF Imprimir E-mail
Avaliação do Usuário: / 5
PiorMelhor 
Opinião

Punição a general que fez proselitismo político foi correta e segue normas das Forças Armadas

O militar em questão não gosta de Dilma? Eu também não. Mas eu posso criticá-la o quanto quiser; ele não. Eu luto com palavras; ele, com armas

Por Reinaldo Azevedo, em 30 Out 2015

Há assuntos que me dão um tantinho de preguiça porque são de outra era. Mas, se querem que fale a respeito, então falo. Recebi algumas mensagens indignadas, cobrando a minha solidariedade, porque o Comandante do Exército, general Eduardo Villas Bôas, destituiu do Comando Militar do Sul o general Antonio Hamilton Martins Mourão.

 
A política e o Judiciário: os verdugos da nação brasileira (e mundial) PDF Imprimir E-mail
Avaliação do Usuário: / 1
PiorMelhor 
Opinião

Por Prof. Dr. Juan I. Koffler Anazco

Na tripartição dos poderes, sonhada por Montesquieu e aplaudida mundo afora, reside o mais humilhante contrassenso humano, construído em base à falaz premissa da tão decantada "independência dos poderes". Um condensado recorrido histórico que, mui provavelmente, não terá um 'final feliz'...

 
Reviravolta e surpresa na eleição da Argentina PDF Imprimir E-mail
Política

Por Lillian Witte Fiber, em 26 Out 2015

Deu zebra total na eleição presidencial da Argentina. O candidato Daniel Scioli, peronista apoiado pela presidente Cristina Kirchner, ganhou mas não levou.

Pela primeira vez, a Argentina vai escolher o presidente em segundo turno, marcado para 22 de novembro.

 
Com Dilma à frente, o Brasil segue em queda livre. E rápida PDF Imprimir E-mail
Opinião

Por J. R. GUZZO,na Revista Veja, em 25 Out 2015

Eis aí o Brasil, mais de três anos antes do dia previsto para o tão esperado encerramento do segundo mandato da presidente Dilma Rousseff, empenhado num vigoroso sprint ladeira abaixo. A corrida já começou faz tempo, como todo mundo sabe, e ainda tem muito chão pela frente até a linha da chegada, mas provavelmente está num dos seus melhores momentos ─ ganhou aquele impulso natural e crescente que a força da gravidade, esta velha conhecida de todos nós, impõe às coisas que estão caindo. Se subiu tem de descer, anotava Raul Seixas em suas observações gerais sobre o funcionamento da vida, e é isso, precisamente, o que está acontecendo neste 2015 que entra em sua reta final.

 
A boa vida dos gafanhotos petistas que devastam o Estado PDF Imprimir E-mail
Avaliação do Usuário: / 2
PiorMelhor 
Opinião

Matéria do jornal O Globo traça um panorama do patrimonialismo vigente no Brasil, reforçado pela chegada do lulopetismo ao poder. É de pedir saquinho, por favor:

O trabalho é em sala confortável na Esplanada dos Ministérios, em Brasília, com ar-condicionado, serviço de copa completo, carro, motorista, combustível e moradia grátis.

 
ECONOMIA EM CRISE PDF Imprimir E-mail
Opinião

Pelo Economista Marcos Coimbra*, em 20 Abr 2015

Amargarmos uma brutal "estagflação", caracterizada pela perversa combinação de um agudo processo de inflação, com taxa próxima a dois dígitos previstos para o final do ano, com uma recessão prolongada. A renda real dos trabalhadores decresce acentuadamente, a indústria sofre quedas sucessivas a cada período de tempo e o desemprego avança. Não conhecemos qualquer segmento da economia real que esteja satisfeito, além do "agronegócio", que continua a resistir bravamente, não sabemos até quando. Nossa dívida bruta chega a mais de 65% do PIB e pagaremos no corrente ano em torno de R$ 500 bilhões de juros da dívida pública. Fatos que impossibilitam a retomada do processo de crescimento econômico, a fim de que possamos depois voltar a sonhar com o esperado desenvolvimento econômico. Em todas as camadas da população, dos níveis mais baixos de renda até aos mais elevados, a queixa é a mesma, guardadas as devidas proporções. Não há dinheiro, não há emprego, com exceção do setor financeiro.

 
PROXIMIDADES VENEZUELANAS PDF Imprimir E-mail
Avaliação do Usuário: / 1
PiorMelhor 
Opinião

Por: Maria Lucia Victor Barbosa*

Quem pensa que o PT acabou está muito enganado. Quem subestima o inimigo perde a guerra. E não é impróprio usar o termo inimigo para classificar o partido que arruinou a economia, corrompeu as instituições, falsificou dados financeiros, mentiu aos eleitores, aniquilou valores e fez a opção pelo atraso que se evidencia na quebradeira da indústria, no descalabro da Saúde, na ruina da educação, na trava do comércio internacional com países que trariam vantagens e progresso ao País.

 
O PODER DO JUDICIÁRIO PDF Imprimir E-mail
Avaliação do Usuário: / 1
PiorMelhor 
Esclarecimentos

O PENSAMENTO DO CLUBE MILITAR

Pelo Presidente do Clube Militar, Gen Div Gilberto R. Pimentel, em 16 Out 2015

Ouvi de uma importante personalidade do Judiciário que a crise política atual não encontra paralelo com a vivida em 1964.

Segundo ele, não havia, nos idos de 64, um Poder Judiciário com independência institucional, o que só seria alcançado após as reformas ocorridas na década de 70, ratificadas pela Constituição Federal de 1988.

Ademais, segundo essa autoridade, não havia, como hoje, instituições consolidadas e independentes, tais como Justiça Federal, Polícia Federal e Ministério Público.

 
CHINELO VELHO PDF Imprimir E-mail
Avaliação do Usuário: / 1
PiorMelhor 
Opinião

Campanha pela Moralidade Nacional - Clube Militar

Por Gen Pedro Luís de Araújo Braga, em 19 Out 2015

É possível que os que pertencem às gerações Woodstock, Facebook, e Selfie estranhem este título, o qual, aparentemente, nada tem a ver com o tema desta campanha. É que, fazendo eles uso apenas de sandálias havaianas ou chinelos de dedo, não estão familiarizados com aquele calçado doméstico, bastante desgastado, extremamente cômodo e confortável, quase pedindo aposentadoria, do qual seus donos não queriam desfazer-se.

 
«InícioAnterior12345678910PróximoFim»

Página 10 de 112
Free premium joomla themes designed by Lonex.